Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone
Rodrigo Gurgel, "A glamourização da barbárie" :
Num dos capítulos Dalrymple fala sobre a "terrível fatalidade que pode recair sobre um ser humano: nascer inteligente e com sensibilidade em um bairro pobre inglês". Segundo Dalrymple, "é como uma tortura requintada, longa e vagarosa, imaginada por uma divindade sádica de cujas maldosas garras é quase impossível fugir". Vivendo nessas comunidades e atendendo, como médico, os moradores locais, Dalrymple constatou o que assisti no vídeo do YouTube — e o que estamos cansados de ver nas escolas contemporâneas: "Os professores de hoje, impregnados da idéia de que é errado ordenar hierarquicamente civilizações, culturas ou modos de vida, negam o valor de uma civilização superior e são incapazes de transmiti-lo. Para eles não há altura ou profundeza, superioridade ou inferioridade, profundidade ou superficialidade: há somente diferença. Duvidam até mesmo de que exista um modo correto e um modo errado de grafar uma palavra ou construir uma frase".
Rodrigo Gurgel, Facebook :
Duas jornalistas européias denunciam as forças que lutam contra o cristianismo nos dias de hoje.
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. A experiência sempre anônima da tristeza. Caminhamos entre “desatentos”.
Título: Canção
Autor:
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. O que resta quando os sonhos morrem?
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Que sejamos “graves e simples”, não só no Natal.
Título: Profundamente
Autor:
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Onde estão os que um dia amamos, os que um dia foram tudo para nós?
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Um dos mais belos e mais perfeitos poemas da literatura de língua portuguesa. Para ser lido, relido e decorado. Exemplo de musicalidade, ritmo, fluidez e riqueza semântica.
Título: Espera de Deus
Autor:
Rodrigo Gurgel, Palestra "Como ler?" :
Este livro possui um breve ensaio chamado "Reflexões sobre o bom uso dos estudos escolares para o amor de deus". É um desses raros ensaios que sempre acrescentam algo na nossa vida. A autora diz que o verdadeiro objetivo dos nossos estudos e leituras é formar e aprimorar a faculdade da atenção.
Rodrigo Gurgel, "Melhores Livros de 2014" :
O principal lançamento de 2014 é Vida e destino, de Vassili Grossman. Trata-se de um épico sobre a importância da liberdade; crítica lúcida ao nazismo e ao comunismo, irmãos siameses cujo terror insiste em nos perseguir, mas que se apresentam como construtores do paraíso na terra. Romance que não se submete ao niilismo ou ao relativismo moral dos nossos tempos — e nega que o ser humano esteja fadado à desgraça, podendo lutar para cumprir, com dignidade, a fortuna de viver. Um livro capaz de mostrar, inclusive aos eternos escritores pessimistas, que coragem e bondade são virtudes possíveis, ainda que em meio à destruição.
Rodrigo Gurgel, "Fábulas desiguais" :
Lançado em 1925, No galpão — contos gauchescos, de Darcy Azambuja, recebeu, da Academia Brasileira de Letras, o prêmio de melhor livro de contos. As narrativas de Darcy Azambuja tentam recriar, na linha inaugurada por Simões Lopes Neto, o gaúcho ideal, figura mítica do pampa. Não devemos, entretanto, buscar nelas o conto na sua estrutura moderna, mas o texto que se aproxima da crônica, dos causos, das fabulações relatadas ao pé do fogo.