Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. A experiência sempre anônima da tristeza. Caminhamos entre “desatentos”.
Título: Canção
Autor:
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. O que resta quando os sonhos morrem?
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Que sejamos “graves e simples”, não só no Natal.
Título: Profundamente
Autor:
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Onde estão os que um dia amamos, os que um dia foram tudo para nós?
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Um dos mais belos e mais perfeitos poemas da literatura de língua portuguesa. Para ser lido, relido e decorado. Exemplo de musicalidade, ritmo, fluidez e riqueza semântica.
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. A luta diária do escritor, de todo artista, sintetizada de forma genial.
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Há uma didática para mostrar a Verdade.
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. A beleza que sempre nos escapa; a beleza efêmera que poderia ter sido tudo.
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Uma elegia moderna; a dor insuperável, pungente, reiterada, pelo amigo morto.
Título: Rumo a Bizâncio
Autor:
Rodrigo Gurgel, "12 poemas para a vida inteira" :
Poemas para a vida inteira. Perdido numa geração relativista, o poeta anseia pela verdade eterna.