Compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone
Olavo de Carvalho, O Jardim das Aflições, É Realizações, 2ª edição, página 268, nota 227 :
As distinções econômicas não bastam sequer para definir uma classe no sentido marxista. E, se recorrermos a distinções mais complexas e sutis, acabaremos fatalmente recolocando na linha das preocupações sociológicas a velha teoria das castas. Um estudo infelizmente limitado ao sistema hindu, mas suficiente para sugerir a subsistência real de diferenças hierárquicas de tipo casta na sociedade Ocidental moderna.
Olavo de Carvalho, O Jardim das Aflições, É Realizações, 2ª edição, página 245, nota 187 :
Auto foi diretor da CIA por décadas; reconhece muito pertinentemente a diferença abissal de escala que separa os modernos serviços secretos de tudo o que até o século XIX se conhecia como “espionagem”. De um lado, os serviços de “inteligência” ultrapassaram muito o campo das informações militares para abranger toda a vida social e psicológica das nações, penetrando até mesmo na intimidade dos costumes familiares, da vida sexual etc. - invadindo ostensivamente a esfera dita “privada”.
Olavo de Carvalho, O Jardim das Aflições, É Realizações, 2ª edição, página 66, nota 36 :
O embotamento completo da intuição moral, substituída por uma retórica sofística de um artificialismo alucinante, é diagnosticada como uma forma de degenerescência biológica, que, apagando da memória humana registros de valores aprendidos ao longo da evolução animal, anuncia o começo da demolição da espécie humana.
Olavo de Carvalho, O Jardim das Aflições, É Realizações, 2ª edição, página 79. :
Não é uma ficção, mas uma reportagem: informava, com provas cabais, que as técnicas anunciadas no livro anterior já estavam prontas e em vias de aplicação para fins políticos. Que, em resumo, a humanidade já estava com um pé dentro do Admirável Mundo Novo.
Olavo de Carvalho, O Jardim das Aflições, É Realizações, 2ª edição, página 35, nota 14 :
Giordano Bruno foi condenado por feitiçaria, que na época era crime. Aos que julguem um absurdo preconceito de eras pretéritas imputar à feitiçaria, de modo geral, qualquer caráter criminoso, recomendo a leitura do ensaio "O Feiticeiro e a sua Magia", presente nesta obra, sobre a realidade das mortes por enfeitiçamento.
Olavo de Carvalho, COF 271 - 00:09:20 :
Ser "contra" ou "a favor" de uma intervenção militar não é algo que deva ser explicitamente pregado. Esse livro serve para entender o que é um golpe de estado.
Autor:
Olavo de Carvalho, COF 146 - 01:04:20 :
Direita francesa.
Olavo de Carvalho, COF 146 - 01:04:20 :
Direita francesa.
Olavo de Carvalho, COF 146 - 01:04:20 :
Direita francesa.
Olavo de Carvalho, COF 146 - 01:04:20 :
Direita francesa.